domingo, 4 de dezembro de 2011

O caracol albino da Nova Zelândia


Foi a segunda ocorrência de albinismo neste molusco registrada no país.
Primeiro caso ocorreu em 1988, segundo Departamento de Conservação.


Um raro caracol albino da espéciePowelliphanta hockstetteri foi descoberto recentemente por um grupo no Parque Nacional Kahurangi, na Nova Zelândia. De acordo com o Departamento de Conservação do país, o caracol encontrado continha a casca marrom-dourada em espiral, mas seu corpo era branco brilhante.
Segundo Kath Walker, especialista do departamento ambiental neozeolandês, em 30 anos de estudos sobre a espécie é o segundo caso de um caracol com corpo parcial ou totalmente albino. O primeiro registro ocorreu em 1988, há 23 anos, quando um exemplar da espéciePowelliphanta gilliesi gilliesi foi visto com parte do corpo branco.
O albinismo é um distúrbio genético em que o indivíduo fica sem pigmentação na pele. Animais albinos não costumam sobreviver por muito na natureza porque não têm proteção natural contra o sol e porque a cor clara os torna presa mais fácil.
 
Grupo encontrou exemplar raro de caracol albino em parque nacional da Nova Zelândia (Foto: Divulgação/Departamento de Conservação da Nova Zelândia)Grupo encontrou exemplar raro de caracol albino em parque nacional da Nova Zelândia (Foto: Divulgação/Departamento de Conservação da Nova Zelândia)